quarta-feira, 12 de outubro de 2011

O Direito das Crianças - Ruth Rocha


Toda criança no mundo
Deve ser bem protegida
Contra os rigores do tempo
Contra os rigores da vida

Criança tem que ter nome
Criança tem que ter lar
Ter saúde e não ter fome
Ter segurança e estudar.

Não é questão de querer
Nem questão de concordar
Os diretos da criança
Todos têm de respeitar.

Tem direito à atenção
Direito de não ter medos
Direito a livros e a pão
Direito de ter brinquedos.

Mas criança também tem
O direito de sorrir.
Correr na beira do mar,
Ter lápis de colorir...

Ver uma estrela cadente,
Filme que tenha robô,
Ganhar um lindo presente,
Ouvir histórias do avô.

Descer do escorregador,
Fazer bolha de sabão,
Sorvete, se faz calor,
Brincar de adivinhação.

Morango com chantilly,
Ver mágico de cartola,
O canto do bem-te-vi,
Bola, bola, bola, bola!

Lamber o fundo da panela
Ser tratada com afeição
Ser alegre e tagarela
Poder também dizer não!

Carrinhos, jogos, bonecas,
Montar um jogo de armar,
Amarelinha, petecas,
E uma corda de pular.

Um passeio de canoa,
Pão lambuzado de mel,
Ficar um pouquinho à toa...
Contar estrelas no céu...

Ficar lendo revistinha,
Um amigo inteligente,
Pipa na ponta da linha,
Um bom dum cachorro quente.

Festejar o aniversário,
Com bala, bolo e balão!
Brincar com muitos amigos,
Dar pulos no colchão.

Livros com muita figura,
Fazer viagem de trem,
Um pouquinho de aventura...
Alguém para querer bem...

Festinha de São João,
Com fogueira e com bombinha,
Pé-de-moleque e rojão,
Com quadrilha e bandeirinha.

Andar debaixo da chuva,
Ouvir música e dançar.
Ver carreira de saúva,
Sentir o cheiro do mar.

Pisar descalça no barro,
Comer frutas no pomar,
Ver casa de joão-de-barro,
Noite de muito luar.

Ter tempo pra fazer nada,
Ter quem penteie os cabelos,
Ficar um tempo calada...
Falar pelos cotovelos.

E quando a noite chegar,
Um bom banho, bem quentinha,
Sensação de bem-estar...
De preferência um celinho.

Uma caminha macia,
Uma canção de ninar,
Uma história bem bonita,
Então, dormir e sonhar...

Embora eu não seja rei,
Decreto, neste país,
Que toda, toda criança
Tem direito a ser feliz!!!

Feliz Dia das Crianças

5 comentários:

PATRÍCIA disse...

Lindo, lindo, seria tão bom se todas as crianças do mundo fossem amadas tivessem seus direitos respeitados!

Te convido a visitar meu blog será muito bem-vinda
www.caricaturasdapati.blogspot.com

Patricia Daltro disse...

Nossa, emocionei com a poesia! Lembrei muito da minha infância, onde pude ter quase tudo que é descrito no poema. Luto pra garantir ao meu filho, pelo menos um pouquinho de seus direitos, mas os mais importantes deles - esses eu garanto a ferro e a fogo, o direito de ser feliz e de ser criança!
Lindo poema! Parabéns!

Karine Ferrer disse...

own que fofo...
^^
acho que toda criança deve ser tratada como criança até os 17 anos kkkkkkkk
adorei as fotinhas de sua sobrinha no post anterior :]

PATRÍCIA disse...

Oi, Beth
Eu esqueci de te dizer, para saber o valor do desenho (Lívia fofinha),basta clicar lá no formulário do meu blog.
bjão

Luzia Lira Pedagoga disse...

Tenho tutado para defender os direitos das crianças. Dei aulas 25 anos, quando via uma criança maltratada pela família ou outros me desesperava.E fazia tudo para defendê-la.


Bjos Luzia